quinta-feira, 1 de setembro de 2005

De que estão à espera?



Refastelado no sofá após 10h de labuta via o noticiário do dia.

Até estava a achar interessante. O Manuel Alegre, o furacão, o salvador da pátria dos benfiquistas - que fazia parte da selecção grega e eliminou Portugal (daí o irem buscá-lo?), entre outras actualidades.

De repente julguei que, por qualquer falha técnica, tinha ido para o ar o programa Praça da Alegria. Todo lampeiro e produzido surge no ecrã, junto a umas prateleiras, o Jorge Gabriel (J.G).

Pensei: deve estar a chegar o dia da avó e a Praça da Alegria vai oferecer mercearia aos que tivessem mais de 15 netos.

Não, não, nada disso.

Tratava-se de mais um fantástico golpe publicitário, abrilhantado por uma figura pública do nosso jet (a Sónia Araújo bem vai dizendo que não é só o seu belo traço de cara a sua arma para trabalhar (imagino que sim), mas ainda não chega aos pés do J.G.)

De modo despachado e confiante o J.G. informa, em directo, o seu paradeiro: J***o (nome de hipermercado cujo símbolo é um elefante sportinguista) de não sei de onde (falta imperdoável nos anúncios aos detergentes onde nos sujam a roupa sem contarmos – assim não podemos ter o prazer de dar um bofetão ao caramelo sorridente que faz a proeza).

De modo a não ser só mais um anúncio entrevista o JG o CEO/Frize/Matrix/Responsável pelo Apeadeiro/J***o de não sei de onde (JNSDO) – e para nosso gáudio constatamos a nacionalidade do bicho – Espanhol.

Curto, grosso, o diálogo inicia-se, qualquer coisa como:

JG: é verdade que o Jumbo tem os preços mais baixos de mercado?

CEO/Frize/Matrix(…): é sim senhor!

JG: e é verdade que o Jumbo compara diariamente mais de 3000 preços?

CEO/Frize/Matrix(…): é sim senhor, é o nosso trabalho!

JG: e é verdade que o J***o devolve até 20 vezes a diferença a quem provar que comprou mais barato?

CEO/Frize/Matrix(…): é sim senhor!



JG (empurrando o CEO/Frize/Matrix(…) contra as prateleiras : Pois é. O J***o…, …, blá blá, blá….

Sim senhor, digo eu. Grande anúncio.

Mas o melhor ainda estava para vir.

A dada altura diz JG: Por isso se nos últimos 30 dias fez alguma compra de arroz “yfkk” por menos de 62 cêntimos/Kg venha aqui ao JNSDO, ou a qualquer J***o perto de sí, que nós(?) devolvemos até 20 vezes a diferença!! Venha que não e só para aparecer na televisão!


Rapidamente, perante tal revelação, fiz umas contas de cabeça.

Ora se eu tivesse comprado em qualquer lado um Kg de arroz "yfkk” por 60 cêntimos o JNSDO dava-me 20*0,02 euros, ou seja 0,4 euros (40 cêntimos=80escudos).

Querem mais do que isto?

Façam o que eles dizem, apareçam na televisão e ganhem 40 cêntimos! Mesmo que para lá chegarem andem mais de 15 Km (que a uma média de consumo de 7 litros aos 100 só lhes custa cerca de 3 euros – ida e volta).

Sempre aparecem na tv!

E aproveitem para fazer uma compras, lógico.

5 comentários:

amie disse...

isto só melhora, não é?:)é a mediocridade por todo o lado!
obrigada pelo comentário pré férias e volta sempre que quiseres!

Miguel de Terceleiros disse...

Grande! Nem tinha visto as coisas por essse prisma!

Humor Negro disse...

Ora se o custo de um modelo médio para televisão ronda entre os 2.500 e os 10.000 Euros, eu diria que os rapazes estão a fazer um bom negócio com os 40 cêntimos.

noasfalto disse...

Terceleiros: É o "engana meninos e papa-lhes o pão"!!

Sim porque a nossa sociedade não passa de um bando de meninos.

amie: I´ll be back!

Humor: Não te queixes. Sempre são 40 cêntimos

moonj_Rita disse...

lol. ainda bem que é raro ver televisão...