terça-feira, 10 de outubro de 2006

Alarido desaustinado


O ensaio nuclear levado a cabo pela Coreia do Norte sempre se realizou.
A ONU e quase todos os países refilaram, protestaram, ameaçaram e bateram o pé durante um largo período de tempo - antecipatório de uma evidência muito evidente (desculpem a redundância).
A Coreia do Norte ligou à terra; há precedentes dizem eles, pelo que também querem entrar no "núcleo duro" dos países detentores de armas de destruição sem missiva.
Puseram todos de olhos em bico, fumegando. Tipo caldeira a vapor prestes a explodir.
....Mas já têm um brinquedo novo; Os mercados asiáticos ressentiram-se e afectam agora a Europa e América. Cheira-me a mais aumentos.
A minha pergunta é: os senhores acordaram quando? porque fazem agora o papel de peixeiras no mercado?
Haviam era de vos atar às ogivas, com um lacinho. Ou então empalar-vos nas ogivas...ursos do caralho.
Já lá diz o nosso bom povo: os cães ladram e a caravana passa! E a caravana passou mesmo...

8 comentários:

Humor Negro disse...

ursos do quê?? ahahahahahahahah
muito bom!

Periférico disse...

E cão que ladra já se sabe que não morde!;-)

Um abraço

Haddock disse...

Não convém, não convém... No fundo, há uma enorme cumplicidade entre Pyongyang e Washington DC!

Toutinegra Futurista disse...

Tratando-se de ursos de Denominação de Origem Controlada, a designação deveria ser Ursos DOC. Quando estive pela primeira vez em missão na Coreia do Norte avisaram-me que seria assim. Agora é só arranjar um árabe e convencer o resto do pessoal que foi ele quem convenceu os Coreanos a testar a bomba. É só uma questão de oportunidade...

Joana Pandora disse...

E agora dizem que há possibilidade de guerra, olha que surpresa!

boleia disse...

e mais vezes ainda ha-de passar! vai dar a volta ao mundo!!!

Haddock disse...

Pelo visto, a Coreia do Sul já não está especialmente preocupada.
Olha, hoje já é sexta. E que tal falares do Nobel da paz e do micro-crédito? De todos os camaradas, és definitivamente o mais habilitado!

Haddock disse...

Eu lá picar o ponto, pico!